15 de junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa

O dia 15 de junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa.

O objetivo da data é promover uma reflexão a respeito das condições desse segmento da população, que tem sofrido severas violações de direitos ao longo da história.Com o aumento da população acima de 60 anos, aumentaram também os problemas, e um deles é a violência contra a pessoa idosa mostrando um crescimento muito alto de denuncias de violência contra pessoas idosas. Para garantir o envelhecimento da população de forma saudável e tranquila, com dignidade, sem temor, opressão ou tristeza, precisamos trabalhar intensamente na prevenção da violência e na identificação e no encaminhamento correto de casos de violência e, em especial, temos que preparar as novas gerações com informações, materiais e recursos educacionais, de forma a assegurar um envelhecimento digno e saudável.

O Disque Direitos Humanos, coordenado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), recebeu até 201, cerca de 100 mil denúncias de violação de direitos da população idosa. A maior parte das denúncias diz respeito à negligência com os cuidados das pessoas com mais de 60 anos, seguido de violência psicológica e abuso financeiro.

Aqui em Triunfo, infelizmente o número de denúncias mensais recebidas pelo CMI (Conselho Municipal do Idoso), tem aumentado consideravelmente, (6 a 8 denúncias) e vem trabalhando intensamente pela inclusão e respeito aos direitos da pessoa idosa através de campanha anual, encontros mensais do conselhos e ações pontuais desenvolvidas pelo CRAS e CREAS.

Qualquer tipo de violência deve ser denunciada. Para isso, a Secretaria de Direitos Humanos conta com o serviço do Disque 100 para acolher denúncias. Trata-se de um serviço gratuito, que funciona 24 horas por dia. A identidade de quem denuncia é preservada.

Denúncias também podem ser feitas na sede da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, onde funciona o Conselho Municipal do Idoso, como também, no CREAS -Centro de Referência Especializado de Assistência Social. As agressões podem ser divulgadas também no Ministério Público ou na Delegacia.

A violência contra a pessoa idosa não está relacionada apenas a agressão física. A negligência, por exemplo, foi à principal forma de violência praticada contra os idosos brasileiros nos últimos três anos. Em 2014 representou 76,3% das denúncias recebidas pelo serviço Disque 100 – da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR). O descuido é caracterizado pela omissão dos familiares ou instituições responsáveis pelos cuidados básicos para o desenvolvimento físico, emocional e social da população a partir dos 60 anos. A negligência caracteriza-se de diversas formas como: privação de medicamentos, descuido com a higiene e saúde, ausência de proteção contra o frio e o calor.

Portanto, faça sua parte, denuncie!