Home > estrutura organizacional

Estrutura Organizacional

Cartos Secretarias Atribuiçoes Quantidade De Cargos
Chefe de Gabinete do Secretário SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA, MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO RURAL
  • Organizar a agenda do Secretário, os trabalhos do Gabinete segundo a orientação da chefia superior;
  • Coordenar o recebimento e destinação da correspondência do Gabinete;
  • Representar o Secretário e Diretor em missões por estes determinadas;
  • Receber e encaminhar os visitantes ao Gabinete;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Secretário Municipal de Obras e Serviços Públicos SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS
  • Elaborar estudos e projetos;
  • Acompanhar as construções e conservar as obras públicas;
  • Realizar fiscalização de obras públicas e privadas de competência do município;
  • Acompanhar e fiscalizar a Urbanização da cidade, vilas, bem como distribuição de materiais necessários para esta atividade;
  • Acompanhar e fiscalizar a construção de obras de arte e serviços de engenharia rodoviária no âmbito municipal;
  • Realizar estudo e implantação de novas estradas e conservação da malha viária existente;
  • Realizar a coordenação e assessoramento aos problemas que dizem respeito ao equilíbrio ecológico e combate a poluição ambiental, com desenvolvimento de ações e intercâmbio com órgãos congêneres ao qualquer nível administrativo. (Lei 760/89)
  • Exercer orientação, coordenação e supervisão dos órgãos, entidades e serviços afetos a sua área de competência;
  • Expedir instruções para a execução das leis, decretos e regulamentos;
  • Assessorar o Prefeito na formulação da política do órgão que dirige;
  • Administrar os recursos materiais, humanos e financeiros, alocados à Secretaria, promovendo a fiel observância dos princípios legais aplicáveis e a perfeita execução das funções ações sob a responsabilidade dos órgãos, entidades e servidores a ele subordinada;
  • Promover medidas disciplinares e aplicar aquelas que forem de sua alçada, nos termos da lei vigente, dos servidores que lhes forem subordinados;
  • Promover a sistematização das informações necessárias ao controle e elaboração de proposta orçamentária do órgão que dirige;
  • Praticar atos pertinentes as atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas pelo Prefeito;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Gerente de Obras e Serviços Públicos SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS
  • Assessorar o Secretário Municipal nos assuntos inerentes a Pasta;
  • Substituir o Secretário em suas ausências e impedimentos;
  • Exercer outras atribuições que lhe forem conferidas ou delegadas pelo prefeito e pelo Secretário;
  • Participar de participação de capacitação em planejamento, monitoramento e avaliação, na perspectiva da política permanente;
  • Implementação do planejamento local com monitoramento e avaliação das ações propostas;
  • Coordenação de ações participativas visando à identificação de necessidades da população, tendo em vista a melhoria das ações e serviços públicos;
  • Fiscalizar o cumprimento do Código de Posturas do Município em conjunto com a Secretaria Municipal de Finanças e Secretaria Municipal de Meio Ambiente;
  • Executar obras públicas no Município, por administração direta ou indireta, abrangendo a abertura e manutenção de vias públicas no perímetro urbano e rural, construção civil, galerias pluviais, pavimentação asfáltica e obras de artes especiais;
  • Realizar a ampliação e manutenção nas vias urbanas e logradouros públicos e da iluminação pública de responsabilidade do Município;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Assessor Técnico de Obras SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS
  • Elaborar pareceres técnicos de licitações e editais, reajustamentos contratuais, bem como relatórios e laudos técnicos em sua área de especialidade;
  • Prestar consultoria técnica;
  • Fiscalizar e acompanhar o desenvolvimento de obras de construção e reforma;
  • Controlar a qualidade da obra, prazos, medições e pagamentos;
  • Aceitar ou rejeitar materiais e serviços;
  • Desenvolver, acompanhar e analisar projetos de instalações complementares e cálculo estrutural, em todos os níveis;
  • Planejar, organizar, analisar e controlar projetos da área de construção civil, inerentes às atribuições do cargo;
  • Fazer orçamento da obra, compor custos unitários de mão de obra, equipamentos, materiais e serviços;
  • Participar, conforme política interna da prefeitura, de projetos, cursos, eventos, comissões, convênios e programas de ensino, pesquisa e extensão;
  • Trabalhar segundo normas técnicas de segurança, qualidade, produtividade, higiene e preservação ambiental;
  • Executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o perfil da função;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Diretor do Departamento de Obras SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS
  • Planejar, operacionalizar e executar a política de obras públicas no Município;
  • Efetuar o planejamento global da infraestrutura do Município;
  • Implantar, fazer cumprir e manter atualizado o Plano Diretor, bem como o desenvolvimento integrado e a obediência das leis complementares;
  • Fiscalizar Obras para constatar a emissão da Licença de Construção;
  • Fiscalizar os projetos desenvolvidos e aprovados pelo órgão competente;
  • Fiscalizar as obras executadas por empresas contratadas pelo Município;
  • Administrar a fabricação e transformação de matérias
  • primas para aplicação em obras;
  • Coordenar e fiscalizar obras de recuperação, manutenção e adequação das estradas rurais, pavimentação poliédrica ou de pedras irregulares, bem como a manutenção de pontes e bueiros;
  • Gerenciar e elaborar cronograma de projetos de obras públicas nos distritos rurais, viabilizando a execução de serviços e obras de infraestrutura rural;
  • Executar obras públicas que visem à melhoria na qualidade de vida da população;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Diretor do Departamento de Serviços Públicos SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS
  • Planejar, operacionalizar e executar a política de obras públicas no Município;
  • Efetuar o planejamento global da infraestrutura do Município;
  • Implantar, fazer cumprir e manter atualizado o Plano Diretor, bem como o desenvolvimento integrado e a obediência das leis complementares;
  • Fiscalizar o cumprimento do Código de Posturas do Município em conjunto com a Secretaria Municipal de Finanças e Secretaria Municipal de Meio Ambiente;
  • Executar obras públicas no Município, por administração direta ou indireta, abrangendo a abertura e manutenção de vias públicas no perímetro urbano e rural, construção civil, galerias pluviais, pavimentação asfáltica e obras de artes especiais;
  • Realizar a ampliação e manutenção nas vias urbanas e logradouros públicos e da iluminação pública de responsabilidade do Município;
  • Fiscalizar Obras para constatar a emissão da Licença de Construção;
  • Fiscalizar os projetos desenvolvidos e aprovados pelo órgão competente;
  • Fiscalizar as obras executadas por empresas contratadas pelo Município;
  • Administrar a fabricação e transformação de matérias
  • primas para aplicação em obras;
  • Coordenar e fiscalizar obras de recuperação, manutenção e adequação das estradas rurais, pavimentação poliédrica ou de pedras irregulares, bem como a manutenção de pontes e bueiros;
  • Gerenciar e elaborar cronograma de projetos de obras públicas nos distritos rurais, viabilizando a execução de serviços e obras de infraestrutura rural;
  • Executar obras públicas que visem à melhoria na qualidade de vida da população;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Diretor do Departamento de Urbanismo SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS
  • Elaborar e atualizar a cartografia municipal;
  • Realizar serviços de topografia para a execução de obras públicas;
  • Realizar serviços de topografia para alinhamentos, elaboração de projetos públicos e apoio à cartografia municipal;
  • Autorizar usos, obras ou parcelamento do solo;
  • Desenvolver orçamentos de obras públicas nas áreas urbana e rural;
  • Desenvolver projetos em conjunto com as organizações representativas dos distritos, visando melhorar a qualidade de vida na área rural;
  • Elaborar projetos, programas, planos de trabalho e demais documentos necessários à viabilização de recursos para o Município Executar;
  • Captar recursos, elaborar, desenvolver e acompanhar projetos, buscando recursos junto a organismos federais, estaduais, não governamentais, internacionais e entidades de classe;
  • Gerenciar e elaborar cronograma de projetos de obras públicas na área urbana;
  • Revisar Leis Complementares previstas no Plano Diretor;
  • Elaborar cronograma de obras públicas nos distritos rurais, em conjunto com a Secretaria Municipal de Agricultura;
  • Analisar e aprovar projetos arquitetônicos, loteamentos, condomínios, desmembramento/anexação de chácaras urbanas e subdivisões/unificações de lotes urbanos, bem como emitir os respectivos documentos;
  • Emitir: certificado de conclusão de obra, certidões de anuência e demolição, certidão de aprovação de projetos, segundas
  • vias de documentos, informações de edificações constantes nas áreas subdivididas e autorizações de alvará de estabelecimento;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Chefe de Gabinete do Secretário SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS
  • Organizar a agenda do Secretário, os trabalhos do Gabinete segundo a orientação da chefia superior;
  • Coordenar o recebimento e destinação da correspondência do Gabinete;
  • Representar o Secretário e Diretor em missões por estes determinadas;
  • Receber e encaminhar os visitantes ao Gabinete;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Secretário Municipal de Desenvolvimento Social SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  • Promover assistência à criança e ao adolescente;
  • Promover assistência a pessoas carente através de programas especiais, inclusive em articulação com o Governo do Estado e Governo Federal;
  • Coordenar e supervisionar as ações de assistência social no âmbito do Município;
  • Incentivar à profissionalização;
  • Exercer orientação, coordenação e supervisão dos órgãos, entidades e serviços afetos a sua área de competência;
  • Expedir instruções para a execução das leis, decretos e regulamentos;
  • Assessorar o Prefeito na formulação da política do órgão que dirige;
  • Administrar os recursos materiais, humanos e financeiros, alocados à Secretaria, promovendo a fiel observância dos princípios legais aplicáveis e a perfeita execução das funções ações sob a responsabilidade dos órgãos, entidades e servidores a ele subordinada;
  • Promover medidas disciplinares e aplicar aquelas que forem de sua alçada, nos termos da lei vigente, dos servidores que lhes forem subordinados;
  • Promover a sistematização das informações necessárias ao controle e elaboração de proposta orçamentária do órgão que dirige;
  • Praticar atos pertinentes as atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas pelo Prefeito;
  • Resolver os casos omissos, bem como as dúvidas suscitadas na execução da estrutura administrativa e orçamentária, expedindo para este fim as instruções necessárias. (redação dada pala Lei 809/91).
  • Encaminhar ao Prefeito do Município, planos, estudos, projetos e propostas para as áreas de interesse da secretaria municipal;
  • Manter o Prefeito do Município permanentemente informado acerca dos assuntos e atividades afetos à Secretaria;
  • Promover no âmbito da secretaria municipal a realização de estudos e experiências a diversidade cultural e a igualdade racial, garantindo a qualidade dos recursos naturais do município e seu desenvolvimento sustentável, promovendo captação de recursos para políticas direcionadas a população negra e comunidades tradicionais;
  • Desenvolver programas e projetos técnicos da igualdade racial;
  • Orientar as políticas públicas voltadas aos agricultores quilombolas sobre o surgimento de novas e tecnologias e aplicar as tecnologias existentes;
  • Promover a orientação sobre processos associativos, cooperativos e sindicais;
  • Promover estudos, pesquisas e ações para a preservação das tradições afro
  • brasileira;
  • Auxiliar sempre e quando requisitado pelo Prefeito do Município na elaboração e discussão de legislações municipais de interesse da secretaria;
  • Combater o racismo e toda forma de descriminação;
  • Distribuir funções e tarefas aos servidores da secretaria, bem como supervisionar e fiscalizar o cumprimento;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito.
  • 1
    Gerente do Trabalho SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  • Dotar a gestão de uma institucionalidade responsável do ponto de vista operacional, administrativo e técnico
  • político criando os meios para efetivar a política de assistência social conforme Resolução Nº 33, de 12 de dezembro de 2012;
  • Implementar política de capacitação permanente para os trabalhadores do SUAS;
  • Viabilizar criação de diretrizes relativas ao acompanhamento e avaliação, em nível municipal, da implantação da NOB
  • SUAS/RH;
  • Instituir e designar em suas estrutura administrativa setor e equipe responsável pela gestão do trabalho no SUAS;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Gerente de Proteção Social Básica SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  • Gerir da Proteção Social Básica;
  • Promover a articulação dos Programas,Projetos, Serviços e Benefícios de Promoção e Proteção à família e à comunidade;
  • Gerir a política de acesso à renda;
  • Articulação da rede socioassistencial da Proteção Social Básica;
  • Promoção da articulação intersetorial;
  • Promoção do Monitoramento, Avaliação e construção de indicadores sociais;
  • Vigilância Socioassistencialdo SUAS;
  • E outras demandas apresentadas pelo Gestor Municipal;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • 1
    Gerente de Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  • Organizar em Âmbito municipal, a oferta de serviços, Programas e Projetos de caráter especializado destinado a famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social, com violação de direitos.
  • Contribuir para a prevenção de agravamento e potencialização de recursos para reparação de situações que envolvam riscos, violências, fragilização e rompimento de vínculos familiares, comunitários e/ou sociais;
  • Acompanhar, monitorar, articular o trabalho desenvolvido no âmbito da média complexidade;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas; Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
    1
    Coordenador Municipal de Políticas da Mulher SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  • Diagnosticar a realidade sob o enfoque de gênero e raça/etnia em cada âmbito da interação social;
  • Aplicar diagnósticos de gênero e raça/etnia, baseados na desagregação e comparação da informação ( banco de dados);
  • Transversalizar o enfoque de equidade de gênero e raça/etnia no planejamento das demais Secretarias de município, como forma de institucionalizar a equidade através das políticas públicas e, consequentemente, identificar sua representação nas articulações no poder local/regional/estadual;
  • Articular, com o Conselho municipaldos Direitos da Mulher, ações em prol da diminuição das desigualdades entre homens e mulheres;
  • Envolver, treinar e manter atualizadas a Secretarias do município quanto a evolução econômica, política e social da mulher no mundo, adequando estudo a realidade do nosso município;
  • Propor e acompanhar programas ou serviços que, no âmbito da administração municipal, se destine ao atendimento à mulher, sugerindo medidas de aperfeiçoamento e colhendo dados para fins estatísticos;
  • Acompanhar permanentemente, através de pesquisas o cumprimento das metas estabelecidas, por setor, como saúde, segurança, trabalho, renda, educação, entre outros;
  • Publicar periodicamente artigos sobre a situação da mulher;
  • Fornecer subsídios para o aprimoramento de políticas públicas, valendo
  • se de uma perspectiva de planejamento com a perspectiva de gênero;
  • Organizar palestras com o público alvo visando melhoria da auto estima destas mulheres;
  • Gerenciar as ações necessárias para o desenvolvimento do trabalho da Coordenadoria municipal da Mulher;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Coordenador do CRAS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  • Articular, acompanhar, e avaliar o processo de implantação do CRAS e a implementação dos programas, serviços, projetos de proteção social básica operacionalizada nessa unidade;
  • Participar da elaboração, acompanhar e avaliar os fluxos e procedimentos para garantir a efetivação da referência e da contra referência;
  • Coordenar a execução das ações, de forma a manter o diálogo e garantir a participação dos profissionais, bem como das famílias inseridas nos serviços ofertados pelo CRAS e pela prestadora de serviços no território;
  • definir, com participação da equipe de profissionais, os critérios de inclusão, acompanhamento e desligamento das famílias, dos serviços ofertados no CRAS;
  • Coordenar a definição. Junto com a equipe de profissionais e representadas da rede socioassistencial do território, o fluxo de entrada, acompanhamento, monitoramento, avaliação e desligamento das famílias e indivíduos nos serviços de Proteção Social Básica da rede socioassistencial referenciada ao CRAS;
  • Promover articulação entre serviços, transferência de renda e benefícios socioassistenciais na área de abrangência do CRAS;
  • Definir, junto com a equipe técnica, os meios e as ferramentas teórico
  • metodológicos de trabalho social com famílias e dos serviços de convivência.
  • Contribuir para avaliação, a ser feita pelo gestor, da eficácia, eficiência, impactos dos programas, serviços e projetos na qualidade de vida dos usuários;
  • Efetuar ações de mapeamento, articulação e potencialização da rede socioassistencial no território de abrangência do CRAS e fazer gestão local desta rede;
  • Efetuar ações de mapeamento e articulação das redes de apoio informais existentes no território (lideranças comunitárias, associações de bairro);
  • Coordenar alimentação do sistema de informação de âmbito local e monitorar o envio regular e nos prazos, de informações sobre os serviços socioassistenciais referenciados, encaminhando
  • os à Secretaria Municipal de Assistência Social;
  • Participar dos processos de articulação intersetorial no território do CRAS;
  • Averiguar as necessidades de capacitação da equipe de referência e informar a Secretaria de Assistência Social do município;
  • Planejar e coordenar o processo de busca ativa no território de abrangência do CRAS, em consonância com diretrizes da Secretaria de Assistência Social do município;
  • Participar das reuniões de planejamento promovidas pela Secretaria Municipal de Assistência Social, contribuindo com sugestões estratégicas para a melhoria dos serviços a serem prestados;
  • Participar de reuniões sistemáticas na Secretaria municipal, com presença de coordenadores de outro (s) CRAS (quando for o caso) e de coordenador (es) do CREAS (ou, na ausência deste, de representante da proteção especial);
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Coordenador do CREAS SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  • Articular, acompanhar, avaliar o processo de implantação do CREAS e seu (s) serviço (s) , quando for o caso;
  • Coordenar rotinas administrativas, os processos de trabalho e os recursos humano da unidade;
  • participar da elaboração, acompanhamento, implementação e avaliação dos fluxos e procedimentos adotados, visando garantir a efetivação das articulações necessárias;
  • Subsidiar e participar da elaboração dos mapeamentos da área de vigilância socioassistencial do órgão gestor de Assistência Social;
  • Coordenar a relação cotidiana entre CREAS e as unidades referenciadas ao CREAS no seu território de abrangência;
  • Coordenar o processo de articulação cotidiana com as demais unidades e serviços socioassistenciais, especialmente o CRAS e os Serviços de Acolhimento, na sua área de abrangência;
  • Coordenar o processo de articulação cotidiana com as demais políticas públicas e os órgãos de defesa de direitos, recorrendo ao apoio do órgão gestor de Assistência Social, sempre que necessário;
  • Definir com a equipe a dinâmica e os processos de trabalho a serem desenvolvidos na Unidade;
  • Discutir com a equipe técnica a adoção de estratégias e ferramentas teórico
  • metodológicas que possam qualificar o trabalho;
  • Definir com a equipe técnica os critérios de inclusão acompanhamento e desligamento das famílias e indivíduos nos serviços ofertados no CREAS;
  • Coordenar o processo, com a equipe, unidades referenciadas e rede de articulação, quando for o caso, do fluxo de entrada, acolhida, acompanhamento e desligamento das famílias e indivíduos no CREAS;
  • Coordenar a execução de ações, assegurando diálogo e possibilidades de participação dos profissionais e dos usuários;
  • Coordenar oferta e o acompanhamento do (s) serviço (s), incluindo o monitoramento dos registros de informações e a avaliação das ações desenvolvidas;
  • Coordenar a alimentação dos registros de informação e monitor o envio regular de informações cobre o CREAS e as unidades referenciadas, encaminhando
  • os ao órgão gestor;
  • Contribuir para a avaliação, por parte do órgão gestor, dos resultados, obtidos pelo CREAS;
  • Participar das reuniões de planejamento promovidas pelo órgão gestor de Assistência Social e representar a Unidade em outros espaços, quando solicitado;
  • Identificar as necessidades de ampliação do RH da Unidade e/ou capacitação da equipe e informar o órgão gestor de Assistência Social;
  • Coordenar os encaminhamentos à rede e seu acompanhamento;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Coordenador do Cadastro Único do Bolsa Família SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  • Assumir a interlocução entre a o MDS e o estado para implementação do Bolsa Família e do Cadastro Único. Por isso Gestor deve ter poder de decisão, de mobilização de outras instituições e de articulação entre as áreas envolvidas na operação do Programa;
  • Coordenar a relação entre secretarias de assistência social, educação e saúde, para acompanhamento dos beneficiários do Bolsa família e verificação de condicionalidades;
  • Coordenar a execução dos recursos transferidos pelo governo federal para o Programa Bolsa Família nos municípios. Esses recursos estão sendo transferidos do Fundo Nacional de Assistência Social aos fundos de assistência municipal. Assim, o Gestor municipaldo Bolsa Família será responsável pela aplicação de recursos financeiros do programa
  • poderá decidir se o recurso será investido na contratação de pessoal, na capacitação da equipe, na compra e materiais que ajudem na manutenção dos dados dos beneficiários locais, dentre outros;
  • Assumir a interlocução, em nome do município, com os membros da Instância de Controle Social do município, garantindo a eles o acompanhamento e a fiscalização das ações do programa na comunidade;
  • Coordenar a interlocução com outras secretarias e órgão vinculados ao próprio governo municipal, do estado e do Governo Federal e, ainda, com entidades não governamentais, com objetivo de facilitar a implementação de programas complementares para as famílias beneficiárias do Bolsa Família;
  • Identificar áreas de maior concentração de pobreza, para mapeamento e cadastramento de novas famílias;
  • Esclarecer a população sobre o funcionamento e rotinas do Cadastro Único assim com a importância para acesso aos direitos sociais;
  • Planejar ações de revisão cadastral e cadastramento de novas famílias, se realizado por meio de visitas domiciliares Às famílias, por postos de atendimento ou por outros meios com ampla divulgação à população;
  • Verificar se existe algum mecanismo de divulgação de ações decadastramento, informando às famílias sobre locais, critérios, bem como documentos obrigatórios que devem levar;
  • Identificar as situações de impedimento do cadastramento e procurar identificar junto ao poder público local o que pode ser feito para vencer a dificuldade ( ex. falta de documentação, dificuldade de acesso dos cadastradores para chegarem até as famílias).
  • Verificar os formulários do cadastro e a quantidade de famílias cadastradas, periodicamente, considerando que não há quota de cadastramento;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Coordenador Social de Serviço de Convivência SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  • Organizar, segundo orientações do gestor municipal reuniões periódicas com orientadores sociais a fim de acompanhar os trabalhos desenvolvidos com os usuários do serviço;
  • Organizar grupos, de modo a ampliar as trocas culturais e de vivências entre os usuários assim como desenvolver o seu sentimento de pertença e de identidade;
  • Organizar planejamento junto com os orientadores sociais baseado nos eixos norteadores do serviço – convivência social, direito de ser e participação – a fim de que efetivamente criem situações desafiadoras para os usuários e os estimulem, bem como orientem a construir e reconstruir as suas histórias e vivências individuais e coletivas;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Secretária Executiva dos Conselhos de Direito da Criança e do Adolescente SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  • Lavrar atas das Reuniões Ordinárias e Extraordinárias;
  • Colher assinaturas de presença em livro próprio de Reuniões;
  • Manter em dia e em ordem a correspondência do Conselho, o arquivo e o fichário cadastral dos membros;
  • Elaborar pauta e a ordem do dia das reuniões, providenciando a convocação dos membros do conselho;
  • Organizar o expediente e o protocolo do conselho;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito.
  • 1
    Coordenadoria – Casa de Acolhimento para Criança e Adolescente SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  • Gestão da entidade;
  • Elaboração, em conjunto com a equipe técnica e demais colaboradores, do Projeto Político
  • Pedagógico do serviço;
  • Organização do pessoal da equipe de trabalho e supervisão dos trabalhos desenvolvidos;
  • Articulação com a rede de serviços;
  • Articulação com o Sistema de Garantia de Direito;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1
    Coordenador de Políticas para Comunidades Tradicionais SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL
  • Auxiliar o Secretário de Meio Ambiente e Igualdade Racial na direção, organização e controle das atividades da Secretaria;
  • Exercer as atividades delegadas pelo Secretário;
  • Substituir ou representar interinamente, automática e eventualmente o Secretário em suas ausências, impedimentos ou afastamentos;
  • Desenvolver estudos, pesquisas e ações de prevenção e conservação do patrimônio histórico/cultural das populações tradicionais do município;
  • Desempenhar outras tarefas compatíveis com suas atribuições e de acordo com as determinações do Secretário;
  • Praticar atos pertinentes às atribuições que lhe forem outorgadas ou delegadas;
  • Exercer outras atividades correlatas ou que lhe sejam delegadas pelo Prefeito
  • 1