Atividades desenvolvidas no Centro de Referência Especializado de Assistência Social no período de fevereiro/2017 a junho/2018

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, implantado em nosso município desde fevereiro de 2017, representa atualmente uma importante referência para a rede de atendimento às situações de risco pessoal e social, por violações de direitos, negligência, violência física, sexual, social, psicológica, patrimonial, abuso e exploração sexual, discriminação em decorrência da orientação sexual, raça e etnia, situação de rua e mendicância, tráfico de pessoas, vivência de trabalho infantil e ocorrência de abandono, tendo como público prioritário mulheres, idosos, crianças, adolescentes, jovens e pessoas com deficiência, materializando assim uma conquista para a população, especialmente aqueles que vivenciam tais situações.

Prestamos serviços especializados e continuados a indivíduos com seus direitos violados direcionando o foco das ações para as famílias, contribuindo para que essas possam enfrentar com autonomia as revezes da vida pessoal e social, bem como, o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários. Nessa perspectiva em parceria com o Centro de Referência de Assistência Social – CRAS, Serviços de Convivência e Fortalecimentos de Vínculos – SCVF, Programa Bolsa Família e demais políticas públicas e de garantia de direitos, efetivamos campanhas de prevenção e conscientização de Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, Trabalho Infantil, Violência a pessoa Idosa, consumo de Álcool e Drogas. Realizamos 1.213 atendimentos psicossociais e 585 visitas domiciliares e Institucionais no período de fevereiro a dezembro de 2017, dando continuidade aos nossos trabalhos de janeiro a junho de 2018 foram realizados 1.094 atendimentos e 515 visitas domiciliares e institucionais, totalizando desde a implantação até junho do ano em curso: Visitas domiciliares e institucionais 1.100, atendimentos psicossociais 2.307. Desses casos inserimos 101 famílias para acompanhamento no Serviço de Proteção Especializado a Famílias e Indivíduos – PAEFI, vale ressaltar, que nosso município, de pequeno porte referência apenas 50 famílias e indivíduos neste serviço.

Com uma Equipe Técnica estruturada por 1 Coordenador, 1 Assistente Social, 1 Psicóloga e 1 Educador Social esperamos contribuir para o desafio diário de ampliar o acesso aos cidadãos triunfenses as seguranças socioassistenciais afiançadas pela política pública de Assistência Social, que integra a Seguridade Social brasileira.